1

O que fazer para aumentar as chances em uma concorrência?

5 minutos para ler
admin
Por Marketing

Na hora de vender um produto ou apresentar um serviço em uma concorrência, licitação ou edital, suas apresentações precisam transmitir confiança, credibilidade e qualidade. Tudo a altura do que você irá oferecer.

Visualize a seguinte cena: você e seu concorrente vão se apresentar para um potencial cliente. Um de vocês se prepara para aquele momento: define roteiro, pensa em cada detalhe de conteúdo e design, e ensaia o que tem a dizer por inúmeras vezes. Enquanto isso, o outro chega de mãos abanando e coma  confiança de que vai mandar bem ao improvisar. não leva nada.

Quem você acha que conquista esse cliente?

As chances daquele que se preparou são significativamente maiores. E, tudo isso, sem avaliarmos qualidade do serviço prestado ou produto.

Como sair à frente da concorrência

Em primeiro lugar, lembre-se do que é mais importante: seu cliente!

E é justamente a fim de conquistar o cliente que é fundamental manter a objetividade. Pessoas de negócios têm horários concorridos, por isso, vá direto ao ponto.

Para facilitar, organize as informações de forma clara. Lembre-se que nem tudo precisa ser abordado naquele momento. Trata-se de um momento em que focar nos resultados fará mais diferença do que fazer uma apresentação institucional, por exemplo.

Aborde dados relacionados ao sucesso com outros clientes. Conquistas, como fidelização, redução de custos ou otimização de tempo são assuntos de interesse. Foque especificamente nas demandas que podem ser interessantes para aquela organização.

Personalize seu roteiro de vendas para cada concorrência.

Fale sobre tendências de mercado que sua empresa consegue envolver no escopo de trabalho. Demonstre que tem conhecimento sobre o que está falando. Deixe claro que a reunião foi baseada na realidade do cliente que está promovendo a concorrência.

Deixe que ele perceba que sua empresa irá se adaptar às necessidades dele.

Invista em apresentações profissionais

Seu cliente não é mais um, logo, sua apresentação também não deve ser só mais uma. Desenvolva um material compatível com o que será falado. Invista em materiais com grande cuidado no design, animações e roteiro.

De preferência, escolha um profissional ou empresa que ofereça esse serviço. Dessa forma, você garante uma apresentação profissional na concorrência, um documento diferenciado. Tudo a fim de garantir o suporte ideal para que os seus objetivos sejam alcançados.

Leve em conta que um trabalho profissional gera mais credibilidade. Além disso, demonstra que você está disposto a investir em seu prospect.

Não precisa começar cada apresentação do zero. Não há problema em criar um template completo e ajustá-lo de acordo com suas necessidades.

As apresentações comerciais devem ser pensadas para que o vendedor tenha todas as informações devidamente estruturadas e possa encantar o cliente em todos os momentos. Como já lembramos, reuniões costumam ser bem corridas e nada melhor do que aproveitar cada minuto!

Otimize seu discurso

Se seu desejo é vencer a concorrência, faça uma apresentação memorável. Para tal, o primeiro passo é criar um bom roteiro. Um storytelling bem construído faz toda a diferença. Te ajuda a falar dos pontos principais e te conectar com o interlocutor.

Uma boa história é desenvolvida a partir de uma sequência lógica de fatos, problemas, soluções e, até mesmo, personagens. Desperte o interesse das pessoas pelo caráter lúdico da ação de compartilhar momentos e histórias.

Com um design que segue esse mesmo raciocínio, crie uma conexão entre os slides, criando expectativas e desfechos.

Conquiste seu prospect

Por último, mas não menos importante, lembre-se que uma boa apresentação em uma concorrência vai além do roteiro, design e animações: você deve deixar seu prospect encantado.

A forma como você se apresenta ao vender sua ideia vai fazer a diferença no resultado. Use o tom de voz certo, mostre entusiasmo na medida e não se esqueça que tudo impacta na recepção.

Inspire-se em bons palestrantes. Assisti-los sempre é uma boa oportunidade para se aprender um pouco mais sobre como contar uma história, se posicionar, prestar atenção aos gestos ou expressões.

Fuja de vícios de linguagem, como pontuar o fim das frases com “entendeu?”, “certo?”, “não é?”. Cuidado ao usar gírias – só o faça se seu público permitir tal abertura. Fique atento às reações de seu interlocutor e tente se ajustar de acordo com o que é percebido.

Quando você fala com propriedade e da maneira correta, a facilidade para envolver seus clientes (e mantê-los) é maior.

Em resumo, suas chances em uma concorrência vão aumentar se você tiver em mãos um material de apoio de qualidade, preparado para conquistar seus clientes.