1

Data Storytelling: Como transformar as suas apresentações de dados

8 minutos para ler
admin
Por Marketing

O Data Storytelling é uma ferramenta utilizada por analistas e cientistas de dados, para enriquecerem a sua apresentação de dados e números.

Segundo o LinkedIn, a segunda habilidade mais desejada pelas empresas e pelos recrutadores é a análise estatística e de tratamento de dados.

A importância disso se justifica pelo fato de que as decisões mais importantes das empresas sempre passam por uma correta apresentação de dados. 

Por isso, a forma com a qual os dados são apresentados e a história por trás deles é contada, interfere diretamente no valor que é entregue por um analista ou cientista de dados.

Neste artigo, você irá conhecer o que é Data Storytelling. Saiba porque é importante trabalhar a forma com a qual você conta histórias, a partir dos dados de sua empresa. Confira!

O que é Data Storytelling?

O conceito de Data Storytelling consiste na aplicação das técnicas de Storytelling, para contar histórias com os dados de uma empresa. 

“O storytelling é o ato de enquadrar uma ideia, em uma narrativa que informa, esclarece e inspira.” – Carmine Gallo, autor do livro Storytelling.

A importância do storytelling de dados nasce dos estudos sobre apresentações com dados estatísticos. Na hora de recordarem do discurso apresentado, apenas 5% do público costuma se lembrar de qualquer estatística individualmente apresentada.

Neste ponto, o data storytelling atua ao permitir com que público e apresentador possam enriquecer a sua leitura, trabalho, análise e argumentação com determinado conjunto de dados.

Por isso, o Data Storytelling permite aprimorar os seguintes aspectos:

  • A capacidade de leitura de dados, para a formulação de histórias e narrativas a partir deles;
  • O tratamento de dados para inseri-los em um contexto no qual façam sentido;
  • A análise de dados para que o público possa utilizá-los de forma a orientar a sua própria percepção sobre o conteúdo.



Não basta ter os dados, é preciso saber mostrá-los

Em qualquer empresa, os dados têm por função primordial guiar os planejamentos estratégicos e tomadas de decisão.

E essa função será melhor aplicada aos gestores se os dados forem apresentados da forma correta.

Não importa quão impressionantes sejam as análises ou quão qualificados sejam os dados, os decisores só os levarão em conta se compreendê-los. E só os compreenderão se estiverem traduzidos, não em slides, folhas de cálculo ou gráficos, mas em histórias.

Storytelling de dadosPowered by Rock Convert

Data Storytelling X Data Visualization

Ao contrário da crença comum, a Data Storytelling não consiste em uma simples visualização de dados (ou Data Visualization), análise de relatórios ou mesmo a inserção de algumas estatísticas em uma apresentação de Powerpoint.

O storytelling de dados é a junção de outros dois conceitos anteriores a ele: a análise de dados e a comunicação humana. É a arte de criar uma narrativa baseada e ancorada por dados.

“Os números têm uma história importante para contar. Eles atuam para que você possa contar histórias claras e convincentes”. – Rodrigo Moreira, CEO da Smartalk.

Dennis Yu, CTO da BlitzMetrics, fala como a cultura da análise e uso de dados no mercado ainda é precária.

Dicas para um Data Storytelling memorável

Para contar uma boa história, a autora americana e expert em apresentações, Nancy Duarte, sugere a inserção de um momento STAR – algo que eles sempre se lembrarão (Something They’ll Always Remember, em inglês). 

Isso consiste em ir além do habitual e criar um motivo para seguirem conversando sobre o assunto, mesmo após sua apresentação. 

A autora acredita que esse momento deve ter significado, sinceridade e ajuda a reforçar a sua ideia, não distraindo o público. A intenção é sempre que se lembrem de você como um grande orador.

Existem cinco tipos de momentos STAR:

  1. Dramatização memorável: Pequenas dramatizações convidam novas ideias. Podem ser simples, como uma demonstração, ou mais dramáticas, como um pequeno teatro.
  2. Repetição de frases de efeito: Dê material para que as pessoas lembrem de você e boas citações para a imprensa ou redes sociais. Além disso, suas falas podem se tornar lemas dentro da empresa.
  3. Visual evocativo: Uma imagem vale mais do que mil palavras e pode envolver mais do que mil emoções. Crie uma ligação entre seu material e o público.
  4. Histórias emotivas: A vida dos palestrantes costuma ser um grande plano de fundo para que passagens que pareçam menores sejam relevantes. Grandes ideias precisam também de uma conexão emocional com os presentes e podem ser lembradas bem depois do fim da apresentação.
  5. Estatísticas chocantes: Sua estatística é gritante ou muito inesperada? Não descarte-a, leve a atenção de todos para esse dado.

5 dicas para transformar as suas apresentações de dados

1. Layout simples e atraente

Toda apresentação precisa ser bonita e contar com um layout que seja visualmente atraente. 

Mas, no caso de uma apresentação de dados, é importante ter em mente que cada slide costuma trazer muito conteúdo.

Um único gráfico pode trazer diferentes informações e dados e é preciso manter o seu espectador concentrado, para que ele possa compreender o que está sendo apresentado.

Assim, o layout não pode nunca conflitar com os dados apresentados. Opte por apresentações com design mais simples.

2. Gráficos, infográficos e ícones

Layout simples não é sinônimo de feio. Você pode fazer uma apresentação incrível com gráficos, infográficos e ícones que, além de ajudar na compreensão do conteúdo, vão deixar sua apresentação linda.

Existem diferentes tipos de gráficos que você pode utilizar, como gráficos de pizza, de barras, colunas ou linhas. 

Tabelas, desenhos e imagens também podem complementar as informações e tornar a sua apresentação mais clara e objetiva.

3. Conte uma história

Assim como em qualquer apresentação, é necessário contar uma história para o seu espectador. 

Não se esqueça de contextualizar os dados em um cenário maior, explicar de onde as informações vieram e organizá-las de uma forma que facilite o entendimento dos dados que estão sendo apresentados.

Metodologia CDPPowered by Rock Convert

4. Informações demais atrapalham

Ao reunir os números para uma apresentação de dados, costumamos fazer um levantamento gigantesco de informações. 

No caso de uma pesquisa de mercado, por exemplo, podemos construir questionários com 30 ou 40 perguntas. 

Ao consultar uma ferramenta de dados, como o Google Analytics, por exemplo, contamos com uma infinidade de números a serem analisados.

Isso não quer dizer que todas essas informações precisam entrar na sua apresentação final.

Selecione os dados que são mais importantes e relevantes para o seu público e tenha em mente que eles nunca vão conseguir absorver durante o tempo da apresentação tudo o que você passou horas, dias ou semanas compilando e analisando. 

Por isso, mantenha nos slides finais apenas aquilo que realmente for relevante.

5. Referências

Não se esqueça de citar todas as referências que você utilizou para construir a apresentação e analisar os dados. 

Caso haja materiais ou links onde o seu público pode consultar mais informações ou dados mais apresentados, disponibilize no fim da apresentação ou envie por email em seguida.

Ao seguir essas dicas, você irá construir uma apresentação de dados eficiente e impactante.


Quer transformar as apresentações de dados da sua empresa? Baixe o nosso Kit de Apresentações de Dados. 

Receba o nosso template exclusivo para Super Apresentações e construa a sua história de forma rica, com o auxílio do Checklist para montar a sua apresentação de dados.

Data Storytelling - Template de Super Apresentações

Para baixar os materiais, basta clicar AQUI.

Vai sair de mãos vazias?

Baixe o nosso Guia de Apresentação de Impacto

E veja na prática como criar apresentações impactantes que vão surpreender o seu público!
BAIXAR AGORA
close-link