1

As Melhores Palestras Do Mundo: Veja Em Quem Se Inspirar

10 minutos para ler
admin
Por Marketing

Existem características que transformam simples discursos nas melhores palestras. Talvez seja o estilo próprio do palestrante, o carisma, a capacidade técnica, a presença de palco… Em todos os casos, concordamos que são pessoas com habilidades fora da média, certo?

Mas será que isso é exclusividade de um pequeno grupo? Não!

Ao contrário, palestrar é uma arte que pode ser aprendida e aprimorada. Pensando nisso, resolvemos trazer dicas e inspirações para que você possa chegar no grupo dos melhores palestrantes.

Vamos lá?

Os melhores palestrantes pelo mundo

Barack Obama, Bill Clinton, Steve Jobs, Dananjaya Hettiarachchi, Amy Cuddy, Simon Sinek, Oprah Winfrey… Talvez você não conheça todos esses nomes, mas eles têm sua contribuição no universo das palestras. 

Não vamos focar somente em eventos específicos, mas em como essas pessoas tornaram todos os seus discursos memoráveis!

Entenda por que eles merecem destaque.

1. Barack Obama

O ex-presidente dos Estados Unidos coleciona alguns dos discursos mais memoráveis da história norte-americana. Sua habilidade de falar em público e sua retórica sempre são lembrados como pontos altos de suas apresentações. 

Com o suporte de sua equipe, Obama ainda se destaca pela sua casualidade, pessoalidade e humor.

2. Bill Clinton

Bill Clinton também é um dos ex-presidentes norte-americanos. Apesar de hoje aparecer como um dos palestrantes mais bem pagos da atualidade, nem sempre foi assim. 

Atualmente, suas apresentações se destacam por três fatores. O primeiro é que ele sabe exatamente quando parar e retomar a fala. O segundo é a sua linguagem gestual. Por meio dela, ele passa autenticidade e a imagem de uma pessoa acessível.

O último fator tem muito a ver com o anterior. Suas melhores falas se destacam mais pela forma como ele se comunica do que pelo que de fato diz. Ou seja, pela sincronia de sua linguagem não-verbal.

3. Steve Jobs

Já falamos sobre Steve Jobs por aqui. O fundador da Apple tinha como ponto forte a capacidade de antecipar o futuro, tanto na empresa, quanto em suas melhores apresentações.

Ele também se destacava pela positividade dos discursos e por reconhecer a importância de falhar. Ou seja, era um defensor de que somos eternos aprendizes.

4. Dananjaya Hettiarachchi

Dananjaya é consultor de recursos humanos e Campeão do World Championship of Public Speaking (Campeonato Mundial de Falar em Público). O prêmio é oferecdo pela Toastmasters International, em uma competição com mais de 33 mil participantes.

Hettiarachchi se destacou pela sua habilidade em amarrar o conteúdo, pela leveza e pela cadência de suas melhores palestras.

5. Amy Cuddy

Amy Cuddy é professora de Harvard e se destaca pela importância dada à linguagem corporal. Ela acredita que a postura e os gestos corretos garantem melhores palestras e podem alavancar a carreira.

Cuddy é autora do livro Presence, em que defende a importância das pausas e de falar lentamente.

6. Simon Sinek

Simon Sinek é autor, palestrante motivacional e consultor organizacional. Ele é famoso por sua participação no TED Talks em 2009.

Assim como Jobs, Simon destaca-se pelo otimismo em seu discurso. Visionário e inteligente, ele ensina e inspira as pessoas, para que elas possam passar esse conhecimento adiante.

7. Oprah Winfrey

A apresentadora norte-americana também tem ganhado destaque no mundo das palestras. Tanto que algumas pessoas têm analisado seu estilo próprio e presença de palco.

Oprah se destaca pela habilidade de transportar seu público para outro lugar e pela sua pessoalidade. Suas palestras tendem muito mais a uma conversa do que a um discurso distante.

Grandes oradores no Brasil

Não é só lá fora que as melhores palestras são dadas. Aqui no Brasil também temos palestrantes com muito para ensinar! Afinal, nosso jeitinho acolhedor e carisma merecem destaque na hora de lidar com o público.

Nomes como: 

  1. Leila Navarro; 
  2. Lars Grael;
  3. Amyr Klink;
  4. Bernardinho;
  5. Karina Oliani e
  6. Mário Sérgio Cortella.

Cortella, por exemplo, é famoso por recursos como o storytelling e parábolas históricas. 

Enquanto isso, Leila Navarro é um bom exemplo de comunicação assertiva. Com tantos nomes nacionais e internacionais, entendemos que é fácil se perder no que está por trás das melhores palestras.

Por isso, consolidamos todas as características dessas personalidades em lições que te ajudarão a ser um palestrante cada vez melhor.

Confira a seguir!

O que você pode aprender das melhores palestras

O que eu realmente posso aprender das melhores palestras com os melhores palestrantes?

Não faça um discurso, converse

Só de ouvir o termo “discurso” dá vontade de sair correndo, não? Já pensamos em uma plateia sonolenta, que logo remete a uma aula expositiva do ensino médio. Pensamos em algo chato, monótono, distante e frio. O oposto de uma palestra interessante.

Para fugir desse cenário nada favorável, procure envolver o público na apresentação. Uma boa dica é transformar o “discurso” em uma espécie de conversa, mesmo que se trate de um monólogo.

Ebook IDENTIDADE VISUAL: COMO ISSO INFLUENCIA EM SUAS APRESENTAÇÕES?Powered by Rock Convert

Lembra da Oprah? Use elementos com os quais o público se identifique, espere por sua reação e fale com a plateia diretamente. Use vocábulos como “vocês”, “nós”, ou interaja pedindo uma opinião, por exemplo.

O importante aqui é trazer um tom de informalidade e construir uma narrativa em conjunto. Por falar nisso, não deixe de conferir nosso material sobre por que construir narrativas para o seu evento.

Autoconfiança é pré-requisito nas melhores palestras

Como dar atenção a um palestrante se nem mesmo ele parece estar convencido do que diz? Difícil, para não dizer impossível.

Prova disso é o que acontecia com o rei inglês George VI em seus primeiros discursos — ele inspirou o filme O Discurso do Rei.

No início, o rei era praticamente incapaz de concluir uma frase sequer. Só depois de uma terapia intensiva e trabalho duro é que ele passou a acreditar na própria capacidade. Uma vez autoconfiante, ele foi capaz de transparecer isso para toda a nação.

Portanto, para cativar o seu público, confie que aquilo que você tem a dizer é importante. Faça questão de mostrar isso tanto na sua fala como na sua atitude.

Chocar não é necessariamente ruim

Na manhã de 9 de janeiro de 2007, Steve Jobs subiu ao palco da Macworld. Aquele seria o anúncio de um dos produtos mais revolucionários de todos os tempos. Segundo ele, o lançamento “mudaria tudo”.

Concordamos que a fala até é sensacionalista. Mas, cá entre nós, é difícil pensar que alguém não tenha ficado curioso depois dessas palavras. Começar a palestra com um golpe direto nas emoções da audiência pode, portanto, ser uma excelente estratégia para captar a atenção do público.

É preciso olhar nos olhos durante o discurso

Além do golpe certeiro acima, existe outra forma de ser mais persuasivo. O contato visual pode ser um grande aliado para conquistar a confiança do público.

Afinal, quem consegue assistir a uma apresentação em que o palestrante só olha para o chão, para as próprias mãos ou para os slides? Reúna sua coragem para encarar o público de frente e tire qualquer um do devaneio com o poder do olhar direto.

Dê um toque pessoal à apresentação

O toque pessoal pode ir desde deixar sua marca característica nas apresentações até direcionar todo o conteúdo baseado em uma história sua.

João Carlos Martins, por exemplo, é um outro palestrante nacional que merece destaque neste aspecto. Ele, que hoje é maestro, utiliza toda sua trajetória para motivar seu público.

Foram anos contornando limitações do movimento das mãos até se tornar maestro. Por meio dos gestos, ele é capaz de se conectar com a plateia, promovendo uma identificação geral.

Outros exemplos são os vídeos das melhores palestras do TED Talks. Já reparou que quase todos palestrantes começam contando sobre sua história pessoal ou de alguma experiência que vivenciaram em relação ao tema da palestra?

Guia apresentação de impactoPowered by Rock Convert

Uma imagem vale mais do que mil palavras

Além de ser um bom e velho clichê, você sabia que essa frase é cientificamente comprovada?

De acordo com a picture superiority effect (em tradução livre, efeito da superioridade da imagem), nosso cérebro funciona melhor com conceitos visuais. Isso significa que entendemos e memorizamos melhor imagens do que palavras.

Quer um exemplo disso? Al Gore, do famoso documentárioUma Verdade Inconveniente”, aposta em apresentações quase 100% imagéticas. Mesmo quando recorre a frases de efeito, ele as traz de maneira curta, objetiva e com fontes grandes.

Um pouco de humor é indispensável

Entendemos que mostrar seriedade pode transparecer comprometimento e credibilidade. Entretanto, trazer um pouco de humor é indispensável.

Essa é uma estratégia eficiente para cativar o público e até Barack Obama é adepto da técnica. Se o ex-presidente dos EUA reconhece que arrancar risadas é importante, por que não tentar fazer o mesmo?

Vá por partes

Não faltam argumentos para comprovar a eficácia do storytelling quando se quer promover uma ideia, explicar algo ou convencer o público.

Essa técnica permite que você divida sua apresentação em começo, meio e fim, como se fosse uma narrativa. Dessa forma, fica mais fácil prender a atenção do público.

E não para por aí: criar um vilão e um herói também pode ser uma boa ideia para manter a audiência atenta. Que tal convencê-la de que o herói precisa vencer e de que ninguém pode perder o fim dessa história?

Deixe sua imaginação ir além! Veja Steve Jobs, por exemplo. Naquela apresentação do Macworld, ele trouxe os smartphones “burros” — os vilões —, em contraponto ao grande herói da noite: o iPhone. Genial, não é?

Recapitular nunca é demais

Principalmente em apresentações mais extensas e complexas, entendemos que é difícil acompanhar o raciocínio do palestrante. Muitas vezes, nos pegamos observando o cenário ou simplesmente “viajando na maionese”.

Sendo assim, aproveite o final de cada etapa de sua apresentação. Considerando que você aprendeu a lição anterior sobre a narrativa bem dividida, esse processo ficará mais fácil. Você pode recapitular os conceitos essenciais à medida que avança em sua história: começo, meio, fim.

Dessa forma, você garante que as pessoas estão te acompanhando e ainda abre espaço para que elas participem. Ainda pode ser uma boa oportunidade para esclarecer algumas dúvidas.

Ninguém nasce sabendo

Por último, vale citar uma lição do magnata Warren Buffet. Ninguém nasce com o dom de fazer apresentações irresistíveis. Essa é uma habilidade adquirida com muito treinamento, reflexão e estudo.

Se você ainda não chegou lá, não é porque não é capaz. É porque ainda tem algo mais a aprender. E como fazer isso?

A Smartalk, por exemplo, é uma empresa especializada em comunicação empresarial e estratégica. Acreditamos no poder da comunicação eficaz para melhores resultados pessoais e de seu negócio. Para isso, criamos a metodologia CDP.

Metodologia CDP

Essa é uma técnica comunicacional baseada em três principais pilares: conteúdo, design e performance. Quando cada um desses pontos é bem desenvolvido, você está no caminho certo para compor o grupo das melhores palestras.

Ficou interessado e quer saber mais sobre o nosso trabalho? 

Assine a nossa newsletter e saiba mais sobre a metodologia CDP!

Metodologia CDPPowered by Rock Convert
Vai sair de mãos vazias?

Baixe o nosso Guia de Apresentação de Impacto

E veja na prática como criar apresentações impactantes que vão surpreender o seu público!
BAIXAR AGORA
close-link