1

O que é Storytelling: guia COMPLETO para contar histórias impactantes

14 minutos para ler
admin
Por Marketing

Storytelling é um termo em inglês que, traduzindo de maneira livre para o português, significa “o ato de contar histórias”. É um termo que ganha cada vez mais popularidade e está relacionado com a nossa capacidade de contar histórias impactantes.

Quando uma história é contada, ela envolve nos envolve. De tal maneira que são criadas relações com o protagonista, com o narrador e com demais elementos presentes na narrativa.

Aí entra o storytelling, uma técnica narrativa que tem uma capacidade absurda de atrair o foco das pessoas!

O storytelling está presente no marketing, no entretenimento e, como não podia deixar de ser, nas apresentações de impacto. Afinal, trata-se de uma técnica que estimula o relacionamento entre empresas, marcas, conceitos e pessoas.

Neste guia completo sobre o storytelling, vamos lhe ensinar tudo o que precisa saber, para contar grandes histórias!

Saiba como o storytelling pode ser utilizado para gerar maior reconhecimento de marca para sua empresa e conheça dicas para utilizar esta técnica com sucesso. Vamos lá!

O que é storytelling?

O storytelling é uma técnica narrativa que usa histórias para vender ideias, serviços e compartilhar conhecimento. Aproximando pessoas, empresas e conceitos.

Através de composições sobre a trajetória de atuação da sua empresa, são desenvolvidas narrativas. Estas narrativas irão fazer com que as pessoas se identifiquem e se sintam motivadas de alguma forma.

Hoje em dia, o storytelling é uma técnica bastante utilizada para otimizar treinamentos, para a criação de campanhas publicitárias, apresentações comerciais e corporativas, e experiências inspiradoras para o público.

Através da inserção de fatos numa história, é possível fazer com que o entendimento da mensagem seja maior. Pois serão utilizados exemplos e imagens que impressionam mais do que somente uma lista de fatos.

Os eventos são dispostos de maneira lógica, para entreter e fazer com que o conhecimento se espalhe. Impulsionando práticas e desenvolvendo expectativas.

A prática de contar uma história na comunicação humana ocorre desde que os homens descobriram a linguagem.

E, hoje, elas têm o caráter de inspirar e levar cada vez mais conhecimento. De forma mais leve que a usual formalidade presente no meio corporativo.

Guia apresentação de impactoPowered by Rock Convert

Como utilizar o storytelling para conseguir mais clientes?

O storytelling possui diversos benefícios. O principal deles, certamente, é a capacidade de falar sobre um assunto de maneira cativante, mesmo que se trate de um tema comercial.

Para isso, a sua história não deve ser vista como uma pura estratégia de comércio. Pense que essa é a sua chance de criar laços com os seus clientes. Se eles se sentirem representados no seu storytelling, confiarão mais na sua empresa para, a partir daí, desejarem fazer negócios com você.

É importante conhecer os seus consumidores em potencial, para direcionar a sua história corretamente. Pense sobre o que é significativo para o seu público-alvo e estude-o para saber as informações que serão úteis para ele.

Além disso, lembre-se: as imagens também contam histórias produtivas! Por isso, use e abuse delas! Utilize figuras amplas, persuasivas, atrativas e inéditas.

É importante que elas agreguem valor ao seu discurso. Uma boa opção, portanto, é criar metáforas com as suas imagens. Clique AQUI, se quiser saber porque e como utilizar imagens em apresentações profissionais.

Seja objetivo e apresente o seu storytelling com entusiasmo para prender a atenção do seu público.

Fazendo isso, a sua empresa aprende a estimar o que possui de mais valioso, que é a sua própria história, aquilo que nenhuma outra companhia terá. O storytelling, assim, valoriza justamente o que cada empresa tem de mais especial.

Como o storytelling pode ser utilizado por sua marca?

Para uma empresa que quer divulgar sua missão, visão e objetivos, o storytelling é uma ferramenta importante e atual.

A forma como é tratada a vivência da equipe, o que a marca já alcançou no mercado e o que ela deseja alcançar, são as informações necessárias para compor narrativas que encantem seus funcionários e parceiros.

Em vez de utilizar somente relatórios, uma experiência quase lúdica, que é traçar um modo diferente de apresentar um conto, faz com que a mensagem tenha muito mais força. Sua empresa pode utilizar estes recursos em treinamentos, apresentações e reuniões para mostrar resultados e estabelecer novas diretrizes.

Um design eficiente também faz parte do storytelling. A disposição de imagens, palavras-chave e textos do modo mais criativo e compreensível possível, elevará o conhecimento a outro patamar.

O resultado de um recurso como este para sua empresa é, principalmente, o de compartilhar o conteúdo através de uma experiência diferente, que apresentará visões distintas de um mesmo fato.

O storytelling funciona para o marketing B2B?

Uma das melhores apostas do marketing atual está no storytelling. Afinal, uma boa história ajuda a promover os valores da sua empresa e a receber um boa resposta de quem ouve.

Um bom storytelling pode ser feito por meio de vários formatos, desde vídeos corporativos e institucionais, até palestras e feiras de eventos, atraindo a atenção de possíveis clientes e fidelizando os atuais.

No entanto, muito se engana quem acredita que contar histórias é uma maneira efetiva apenas para se conquistar a empatia do consumidor final.

Fortalecer a marca da sua empresa por meio de uma boa narrativa também é uma boa maneira de conquistar novos clientes, ampliar a possibilidade de parcerias e melhorar o relacionamento com fornecedores.

Para utilizar está técnica narrativa com sucesso, na estratégia de marketing da sua empresa, fique atento aos pontos que listamos abaixo:

  • Apele às emoções: Procure transmitir a história das pessoas que fazem parte do dia a dia da sua empresa, enxergando clientes, funcionários e fornecedores como seres humanos e não apenas números.
  • Compartilhe a sua história: Uma maneira eficiente de atrair olhar para a sua marca é contar a história de como e por que ela foi construída. Os clientes irão se identificar com a sua história e esta identificação será o primeiro e um dos mais importantes passos para a fidelização dele.
  • Faça do produto o coadjuvante da sua narrativa: Falar apenas que o seu produto é uma maravilha e irá melhorar a vida de quem o consumir não é suficiente. É preciso mostrar que o serviço que você presta surgiu de um desafio, que pessoas se uniram para superar esse obstáculo e criar as melhores soluções para o mundo.
Powered by Rock Convert

6 diferenciais de um bom storytelling

A partir do storytelling, a comunicação institucional tem alcançado bons retornos e engajamentos. Afinal, em um mercado cada vez mais competitivo e plural, é preciso criar valores e se diferenciar dos demais.

Mas, como fazer isso e prender a atenção do seu cliente para que ele se interesse e compre o seu produto?

A seguir, listamos os 6 diferenciais que compõem as grandes narrativas com storytelling.

1. Ele é muito bem pensado

Um bom storytelling carece de investimentos em criação e em produção. Ele precisa ser bem produzido para conquistar a atenção do público.

Vamos supor que a sua opção seja por vídeos. É preciso que as imagens e cenas utilizadas  no vídeo sejam boas e que a apresentação esteja ordenada, compondo o conjunto para a história narrada. Do contrário, você poderá perder a sua história.

No storytelling em vídeos e apresentações, vale a máxima: É preciso mostrar, além de contar.

2. Tem uma proposta de valor clara

O público gosta de se sentir parte da apresentação. Por isso, tenha a coragem de assumir quem você é e o que a sua marca significa, durante uma narrativa de storytelling.

É fundamental se dedicar a falar do que você ama, aquilo que alimenta a sua alma. Afinal, na hora da apresentação, sua marca deve ser uma extensão de você, fazendo parte da sua história.

3. Entrega uma mensagem verdadeira

O storytelling liga a empresa ao que está sendo vendido e à própria marca. Estamos falando da habilidade de contarmos uma história que instigue e motive a audiência, criando um novo canal de relacionamento com o público ao qual é destinado.

Por isso, as ideias devem ser ordenadas, de forma a garantir um reforço no marketing. Elas podem ser contadas de forma real, lúdica, em texto, imagens ou vídeos, mas sempre devem transmitir a verdade.

4. Cria um personagem que é capaz de gerar identificação

Antes de começar um storytelling, é preciso conhecer bem o público para quem estará contando a história. Dessa forma, você conseguirá criar um personagem que cumpra com os objetivos da campanha e seja certeiro na identificação com o público.

Ter claro o seu nicho de mercado é fundamental neste processo, pois estamos falando da construção da Jornada do Herói e este herói precisa ser “real” para o seu público.

5. É emocionante

Para saber se a mensagem passada está cumprindo o objetivo proposto, teste-a com um público, antes de colocá-la nas ruas. Peça feedbacks, até ter a certeza de que o formato está adequado e renderá o resultado esperado.

A maior parte das decisões humanas têm predominância emocional. E é assim que um storytelling deve ser! Se a sua apresentação não for emocionante, existe uma chance dela não conquistar a adesão do público.

6. Constrói um bom enredo

A história precisa se diferenciar das demais, com um enredo que prenda a atenção do público, tendo uma proposta de valor objetiva e clara.

Levante o que o seu negócio tem de mais surpreendente e utilize isso como foco na sua narrativa.

É pelo que está sendo contado que seus clientes enxergarão uma necessidade e se interessaram pela sua oferta.

Conte de onde você vem, o que você faz, mostre como chegou até onde está. Assim, o seu público poderá se identificar com a sua história.

Pitch perfeito de vendasPowered by Rock Convert

Como utilizar o storytelling para criar roteiros de apresentações corporativas

Um storytelling pode ter vários perfis. Ele pode ter um caráter didático, pode ser baseado em notícias atuais, que estão correndo na mídia, ou até mesmo ser inspirado em algum acontecimento particular, pelo qual você ou sua empresa já tenha passado.

O importante mesmo é que tudo esteja bem-estruturado, sem nenhum detalhe mal-explicado. Afinal, um storytelling não deve criar dúvidas na sua audiência.

Além disso, criar uma história a partir de uma narrativa de storytelling requer bastante know-how e muito cuidado para não ser uma espécie de propaganda reversa da sua marca.

Primeiramente, saiba que essa não é uma oportunidade para você exibir dados da sua empresa. Uma narrativa de storytelling deve apelar para os sentimentos, não para os fatos.

Pense na mensagem que você deseja passar ao seu público-alvo e não se esqueça do cenário do seu storytelling.

Os espectadores, geralmente, não são especialistas na área em que a empresa atua. Portanto, é necessário contextualizar tudo, para que eles não percam o foco da história.

Outro erro que você não deve cometer é esquecer de praticar a narrativa do storytelling, depois que ela tiver sido criada. Mesmo que o primeiro seja para os colegas de trabalho mais próximos ou do mesmo setor, conte a história várias e várias vezes.

É a partir dessa repetição e dessa exposição que você conseguirá os feedbacks necessários para aprimorar a apresentação!

Criando roteiros a partir do storytelling

O passo a passo para criar um roteiro de apresentação, utilizando a técnica de narrativa do storytelling, se resume a 5 etapas:

  • Primeiro passo

Crie a sua proposta. Essa será a ideia que orientará todo o seu roteiro. Para isso, organize um brainstorm entre a sua equipe, para chegar à resposta daquilo que vocês desejam passar com o storytelling.

  • Segundo passo

Defina uma linha de raciocínio. Aqui, você pensará em como construir a sua narrativa. Defina os problemas pelos quais o seu personagem passará.

  • Terceiro passo

Elabore os personagens, tanto protagonistas, quanto secundários, heróis e vilões. Reflita sobre quais serão as características dos seus personagens e crie um pequeno registro para cada um.

Também é nesta etapa que você descreverá o seu cenário. Onde e quando a sua história se passará?

  • Quarto passo

Decida qual canal de apresentação utilizar. O seu storytelling pode ser um áudio transmitido na rádio, um infográfico postado em um blog, um vídeo ou uma palestra.

  • Quinto passo

Alinhe o design. O visual da sua apresentação deve ser atrativo e condizente com a imagem do seu produto ou serviço. Afinal, a estética da apresentação também é importante para que a plateia entenda a mensagem que você quer transmitir.

Lembre-se: A sua narrativa criada a partir do storytelling deve estar em harmonia com o seu público. Por isso, é fundamental compreender quais são as expectativas dele, com a apresentação sua empresa.

Aprendendo com quem faz bem: Exemplos de aplicação de storytelling no mercado

O storytelling existe no cotidiano e, quando bem-feito, pode passar até mesmo despercebido pelo público.

Para provar isso, lembraremos você de duas estratégias muito famosas nesse formato:

O Nissan Maxima de Luke Aker

Este storytelling foi divulgado no formato de vídeo, que por ter sido tão criativo, viralizou na internet.

Luke Aker era dono de um Nissan Maxima 1996 e queria passá-lo adiante. Para divulgar a venda do seu automóvel, ele criou um vídeo criativo, contando a história do seu carro. A história foi feita de forma bem sincera e realista.

Luke, em nenhum momento, ocultou o fato de que seu carro já era antigo e que tinha, inclusive, os bancos de couro rasgados.

Seu storytelling foi tão eficaz que ele conseguiu vender o automóvel no mesmo ano, para a própria Nissan!

A empresa aproveitou a popularidade do vídeo e perguntou ao público o que deveria ser feito com o carro, que votou pela restauração do veículo.

Veja o vídeo desta campanha abaixo:

A despedida da Kombi

A Kombi é um carro que está no imaginário da maioria dos brasileiro. No entanto, ele não possui mais todos os pré-requisitos exigidos pelas normas de trânsito. Por isso a Volkswagen decidiu que não fabricaria mais a Kombi.

Para se despedir do modelo automotivo, a empresa utilizou o recurso do storytelling. Os personagens, além da Kombi, foram os próprios consumidores, que tiveram um pouco da sua história com o carro contada no vídeo.

Nem precisamos dizer que essas histórias foram muito bem selecionadas, mostrando casos comoventes que mexeram com as emoções do público.

Este storytelling, em formato de vídeo de despedida, foi criado para aumentar o vínculo e estreitar laços entre a empresa e os seus consumidores.

Veja o vídeo desta campanha abaixo:

Conclusão

Contar histórias que encantem outras pessoas e que vão além de uma simples apresentação comercial é um desafio para a maioria das empresas e palestrantes.

Porém, é justamente quando este desafio é vencido é que uma apresentação se torna de impacto e encanta a mente de quem a vê.

O importância do storytelling se justifica por esta ser a técnica narrativa que está por trás de todas estas construções de histórias que são lembradas por muito tempo.

Ela, nada mais é, do que a aplicação teórica de tudo aquilo que aprendemos a nos encantar desde cedo: O gosto por grandes histórias, seus personagens, seus aprendizados e suas lições.

Após ler este guia, certamente você estará mais preparado para construir narrativas de apresentações, seja para a sua empresa ou para a sua próxima apresentação pessoal, muito mais enriquecedoras.

Mas o aprendizado não pode parar por aí! Clique no banner abaixo e baixe o nosso Guia de Apresentação de Impacto, para aprender a encantar sua audiência e transmitir sua mensagem com excelência.

Powered by Rock Convert