1

Gatilhos mentais: O que são e como utilizá-los em suas apresentações

7 minutos para ler
admin
Por Marketing

Gatilhos mentais são as técnicas para estimular ações de tomada de decisão dos seres humanos. Eles influenciam diretamente o nosso modo de pensar e, por isso, são ferramentas essenciais em uma apresentação.

Em uma apresentação, um dos principais desafios é fazer com que a audiência preste atenção e se envolva com o conteúdo transmitido.

Na verdade, quando se trata de uma palestra, a tendência natural humana é que a atenção de qualquer pessoa comece a se dispersar após 5 minutos.

Por isso, quando se tratam de apresentações, o uso de gatilhos mentais é uma excelente ferramenta para fazer com que o público mantenha a atenção e o foco no conteúdo.

Neste artigo, iremos explicar para você o conceito dos gatilhos mentais. Conheça os principais exemplos de gatilhos mentais e veja como utilizá-los para enriquecer as suas apresentações profissionais!

O que são gatilhos mentais?

Os gatilhos mentais são armas psicológicas que atiçam o leitor a tomar uma ação, sem que ele mesmo perceba.

Tratam-se daquelas decisões que nós tomamos no “piloto automático”, para evitar um cansaço mental desnecessário.

Eles internalizam comportamentos e ações, orientando a pessoa a agir de forma rápida diante de uma situação. O indivíduo não precisa refletir no assunto para tomar uma decisão, pois ele age rápido.

Por isso, os gatilhos mentais têm o papel de despertar uma demanda que já estava em modo de espera, em algum canto da mente de uma pessoa. Agindo como verdadeiros facilitadores das ações de nosso cérebro.

Como utilizar os gatilhos mentais em apresentações

Para que fique claro o conceito desta técnica fundamental para as grandes apresentações, vamos dar alguns exemplos de gatilhos mentais e analisar como cada um deles pode ser aplicado.

Entre os tipos principais de gatilhos mentais, temos:

  • Escassez;
  • Autoridade;
  • Urgência;
  • Prova social;
  • Antecipação, e;
  • Novidade.

Todos eles servem para fazer com que a pessoa aja rápido sem pensar. Por exemplo o gatilho da escassez é muito utilizado no lançamento de novos produtos, assim como o gatilho da urgência. Eles atuam na hora do cliente fazer uma compra, com o lema: “É agora ou nunca!”

Como fazer o lançamento de um produtoPowered by Rock Convert

Já o gatilho de autoridade deve ser usado com propriedade e confiança. Se você entende sobre o que está apresentado, pode utilizar este gatilho para fazer com que a audiência queira (e até sinta que precise) prestar atenção ao que irá dizer.

Também há o gatilho da prova social. Esse é aquele usado em grupo, socialmente. E quanto maior o número de pessoas envolvidas melhor e pode ser utilizado para apresentações em eventos corporativos de alto impacto.

O gatilho da antecipação é muito usado para dizer ao cliente que ele precisa do seu produto para viver, esse gatilho é certeiro. E quem não ama uma novidade? Por isso, o gatilho da novidade também é adotado em muitas apresentações.

Vamos conhecer, a seguir, mais de perto cada um desses gatilhos mentais:

Escassez

Um fator interessante para entendermos os gatilhos de escassez é analisarmos como o nosso cérebro funciona.

O nosso inconsciente coletivo associa valor com escassez. Quanto mais difícil for, para nós, encontrarmos algo, mais valioso ele se torna.

Por isso esse gatilho é muito utilizado em apresentações de novos produtos, ofertas ou mesmo para motivar que o público tome uma ação rapidamente, “para não perder a oportunidade limitada”.

Autoridade

O gatilho de autoridade é a personificação do currículo, histórico profissional e acadêmico de um especialista, em determinado assunto, na forma verbal.

Todos nós seres humanos temos a tendência natural a seguir, ouvir e respeitar as opiniões e sugestões daqueles que reconhecemos com verdadeiras autoridades em algum tema.

Não é por menos que os maiores palestrantes do Brasil e do mundo são pessoas reconhecidas por seu histórico de atuação profissional e social.

A intenção de utilizar este gatilho em uma apresentação é demonstrar a sua autoridade no assunto e que você realmente sabe do que está falando.

Mas, o efeito pode ser muito negativo se você tentar adotar esta estratégia, sem ser exatamente uma autoridade reconhecida e validada no tema.

Por isso, para que esse gatilho mental não se torne indesejável, é preciso ter um certo cuidado na hora de usá-lo.

Urgência

O gatilho da urgência é bem parecido com o da escassez. A diferença entre eles é que, no caso da urgência, o tempo é um fator levado em conta mais fortemente.

Ou seja a pessoa tem determinado período de tempo, que é bem limitado, para tomar uma ação sobre algum fato em específico.

Em uma apresentação, o gatilho da urgência pode ser utilizado para demarcar que algo precisa ser feito no presente, naquele momento. E isto pode ser desde a aquisição de um novo produto, ou mesmo a mudança de postura e atitude daqueles que o escutam.

Prova Social

Todo ser humano é influenciado de uma forma ou de outra por aquilo que as outras pessoas estão fazendo e por aquilo que os outros gostam.

É essa sensação, de que está todo mundo fazendo algo, comprando algo, consumindo algo, que atiça o nosso desejo de realizar esta ação também.

Em apresentações, esta estratégia é utilizada através de números e opiniões de outras pessoas. Tais como em pesquisas de opinião, avaliações de produtos por parte de clientes, entre outras ferramentas.

O que torna o gatilho da prova social uma excelente técnica a ser utilizada, quando o objetivo é convencer o público sobre alguma ideia ou opinião.

Antecipação

Quando planejamos o nosso futuro, ficamos curiosos e ansiosos pelas coisas boas que estão por vir. Ou, na outra ponta dos sentimentos, ficamos preocupados se coisas ruins se avizinham.

É essa sensação que o gatilho da antecipação busca provocar no público. Ele nos ajuda a criar expectativas para o futuro, quando tentamos antecipar o que irá acontecer.

Para você usá-lo de modo correto em uma apresentação, é preciso analisar o cenário atual do universo que rodeia o tema, em seguida, analisando as perspectivas futuras e como o público pode se preparar para a futura realidade.

Novidade

A ciência nos ensina que, quando somos expostos a algo novo, liberamos a dopamina, hormônio neurotransmissor responsável pela sensação de prazer.

A novidade nos faz imaginar e sonhar com tudo o que de bom ela poderá trazer para as nossas vidas. E é por isso coisas novas nos encantam tanto.

Por isso, os gatilhos mentais de novidade são utilizados para a apresentação de conceitos, ideias e produtos inovadores. O que foi muito bem explorado na apresentação do HyperloopTT, quando o conceito global chegou ao Brasil.

Conclusão

O uso de gatilhos mentais em apresentações permite que elas se tornem mais ricas, engajadoras e eficazes. E isso não se trata de um truque mental ou qualquer coisa do tipo.

Compreender que a sua audiência é composta de pessoas, que tendem a dispersar a atenção e que precisam se convencidas de determinado assunto, o tempo inteiro, permitem que você encare os gatilhos mentais como ferramentas psicológicas para encantar o seu público.

Fazer com que as pessoas deixem a sua apresentação com uma chama acesa é um dos fatores que ajuda a definir o sucesso dela.

Para tornar as suas apresentações verdadeiramente impactantes, é preciso sempre procurar mais conhecimento e aprendizado.

Por isso, a nossa recomendação final é que você baixe e estude com o nosso guia completo e gratuito sobre Apresentações de Impacto.

Para receber a sua cópia, basta clicar no banner abaixo:

Powered by Rock Convert

Vai sair de mãos vazias?

Baixe o nosso Guia de Apresentação de Impacto

E veja na prática como criar apresentações impactantes que vão surpreender o seu público!
BAIXAR AGORA
close-link