1

Vídeo Institucional: o que é e como criar para a sua empresa

16 minutos para ler
admin
Por Marketing

O vídeo institucional é um tipo de apresentação em vídeo, que busca mostrar os aspectos de uma empresa, como os valores institucionais ou de marca. Por isso, ele aborda os campos da infraestrutura interna que fazem parte do negócio.

Elemento fundamental para uma estratégia de comunicação empresarial eficiente, os vídeos institucionais, embora bem difundidos, ainda não são aproveitado da melhor forma pelas empresas.

Afirmamos isto porque, na maior parte das empresas, o uso dos vídeos institucionais são encarados como peças fora do contexto da estratégia de marketing e comunicação.

Porém, está é uma concepção errada. Afinal, os vídeos institucionais são peças que compõem parte importante na comunicação estratégica de uma empresa.

Ainda mais em um universo no qual 43% das pessoas utilizam vídeos como a primeira fonte de informação sobre produtos, serviços e empresas nas quais estejam interessados.

Destinado a promover a imagem de quem o faz, vídeos institucionais miram no reconhecimento e/ou apresentação das atividades de uma empresa.

Neste artigo, você vai conhecer o que é um vídeo institucional. Saiba como aplicar este tipo de material corretamente na comunicação estratégica de sua empresa e veja exemplos de usos bem-sucedidos de vídeos institucionais em grandes instituições.

O que é um vídeo institucional?

Os vídeos institucionais, como o próprio nome já sugere, são peças em vídeo, utilizadas para apresentar informações sobre determinada empresa, instituição ou marca.

Estes são materiais que abordam uma empresa de maneira mais estrutural, demonstrando aspectos como pessoas, infraestrutura, logística de operação e produção, entre outros aspectos.

Além disso, os vídeos institucionais também podem ser utilizados para ajudar a demarcar o posicionamento de uma empresa no mercado, demonstrando a missão e os valores dela, os objetos e a sua história. Seja para o público interno, mas também para o público externo.

Desta forma, o uso de um vídeo institucional é uma excelente ferramenta para fortalecer a identidade visual e o branding de uma empresa, podendo agregar à marca valores importantes, de cunho social, econômico ou ambiental, por exemplo.

Tipos de vídeos institucionais

Com o crescente uso de vídeos como uma alternativa para o consumo de conteúdo, os vídeos institucionais se tornaram um meio de educação, propagação e promoção dos valores, cultura e visão empresarial.

Desta forma, os conteúdos em vídeo tornaram-se fortes aliados em estratégias de vendas, fortalecimento de marcas e funcionando como um catalisador para integração de equipes e colaboradores de uma empresa.

Diante de tanta versatilidade e aplicabilidade, os vídeos institucionais se distinguem nos diferentes tipos:

  • Vídeo de depoimento: Quando pessoas reais, sejam elas clientes, funcionários ou membros da sociedade, gravam depoimentos relatando como a empresa apresentada alterou a trajetória de vida deles. É um dos melhores tipos de vídeo institucional para a criação de conexões pessoais.
  • Vídeo institucional social: O objetivo deste tipo de vídeo institucional é inserir a marca da empresa, ao mostrar como as ações estão impactando o meio social no qual ela está inserida.
  • Vídeo institucional cultural: Neste tipo de vídeo, os hábitos e valores da empresa são apresentados. Aqui, a ideia é demonstrar a forma como a empresa encara e se coloca diante dos valores da sociedade.
  • Vídeo para endomarketing: O endomarketing, dentro das estratégias de vídeo marketing, é a forma com a qual a empresa apresentada o ambiente interno, de forma a motivar, inspirar e desenvolver os seus próprios funcionários. É um material muito popular para a divulgação em redes sociais.
  • Vídeo institucional animado: Muita gente tende a pensar que os vídeos institucionais não podem ser animados. Um engano! Afinal, através de uma animação, é possível apresentados dados, tabelas e gráficos de uma maneira mais rica. Fique ligado, pois neste artigo ainda explicaremos como funcionam os vídeos institucionais em motion graphics.

Objetivos dos vídeos institucionais

Em resumo, os objetivos de um vídeo institucional variam de acordo com a estratégia de comunicação empresarial e corporativa de uma empresa.

Alguns materiais podem ser usados para contar a história de uma marca ou de uma empresa. Já outros podem ser destinados à transmissão de uma mensagem, esclarecimento de conceitos ou apresentação de mudanças e novidades.

Existem,ainda, aqueles que possuem um perfil mais comercial, que dão suporte à equipe de vendas de uma empresa, ao apresentar diferenciais competitivos, cases e portfólios.

Trata-se de uma ferramenta que, quando usada corretamente, permite o alcance de um ROI — Retorno sobre o Investimento —  positivo e faz com que um negócio se diferencie de concorrentes.

Em resumo, podemos destacar 5 benefícios dos vídeos institucionais, que são, geralmente, os motivos que motivam às empresas a adotarem tal estratégia em sua comunicação corporativa:

1. Os vídeos institucionais ajudam a modernizar as marcas.

Somente no Brasil, em média, cada pessoa consome cerca de 19 horas semanais de conteúdo em vídeo, por isso, as empresas não podem mais se contentar em marcar sua presença institucional apenas em editoriais e relatórios “frios”.

2. Eles também reforçam a autoridade de uma marca.

85% das consumidores dizem querer mais vídeos das empresas. Este dado é da Wyzowl e mostra, definitivamente, como as pessoas prestam atenção e querem consumir aquilo que as empresas produzem em vídeos.

No exemplo a seguir, a FGV – Fundação Getúlio Vargas – apresenta dados e informações, que mostram a história da instituição e como ela ajudou os seus alunos a evoluírem profissionalmente:

3. Os vídeos institucionais humanizam as empresas e ajudam na criação de empatia com o público.

Através deste tipo de material, uma empresa consegue demonstrar sua visão, seus valores e as pessoas que estão por trás do seu funcionamento. O que ajuda a aproximar a marca de seus consumidores.

4. A transmissão de informações através de vídeos institucionais é mais concisa

Em apenas 4 minutos de vídeo, é possível transmitir mensagens com 600 palavras ou mais. Este é um aspecto que facilita a retenção de atenção do público.

Algo que é muito útil, especialmente quando os vídeos institucionais precisam transmitir muitos dados estatísticos ou detalhes técnicos mais especializados.

No exemplo a seguir, veja como a B3, que a administra o IBOVESPA, apresenta a história e os dados da Bolsa de Valores do Estado de São Paulo:

5. Os vídeos institucionais são investimentos a longo prazo.

Ao criar um vídeo institucional, uma empresa poderá utilizá-lo por muito tempo, já que as informações tratadas neste tipo de material mudam com menor frequência.

Assim, é possível aplicá-los em eventos, palestras, treinamentos e apresentações por um bom tempo, sem que percam a qualidade da informação.

Como fazer um vídeo institucional

Um bom vídeo institucional requer um processo de produção bem estruturado. Quando o assunto é vídeo ou uma produção audiovisual de modo geral, é comum empresas e profissionais pensarem em orçamentos robustos, equipamentos e tecnologias de ponta e mega investimentos.

Entretanto, a primeira e principal preocupação deve ser em transmitir uma mensagem que represente a sua empresa e a filosofia do seu negócio.

Para facilitar nesse processo, reunimos algumas dicas para um vídeo institucional que consiga transmitir bem a mensagem de uma empresa:

O vídeo institucional precisa ter um objetivo

Este ponto pode até parecer óbvio, porém, muitas empresas pecam ao não definirem o que alcançar, quem querem atingir e qual a mensagem querem transmitir, com um vídeo institucional.

Seja fortalecer a percepção ou presença de mercado da marca, demarcar um novo posicionamento de mercado ou mesmo engajar mais seus clientes.O importante é sempre ter um objetivo definido para o vídeo institucional.

Ele também precisa contar uma história

O vídeo institucional é o momento no qual sua empresa ou organização irá apresentar algo importante para o público. Por isso, esta informação não pode ser passada de maneira dispersa ou desinteressante.

Quando uma informação é transmitida sem contexto, será difícil para que o público a assimile corretamente, pois certamente acabará perdendo aspectos valiosos da mensagem.

Por isso, é importante, ao pensar em um vídeo institucional, pensar também na construção de um storytelling para ele.

É através do storytelling que será definida a história a ser contada e qual a melhor forma de apresentar as informações de uma narrativa, tais como fatos, dados e números, para potencializar uma mensagem.

Este é um tema importante, por isso, a nossa dica é que você continue a se aprofundar nele. Para isso, leia este artigo que ensina como criar bons roteiros utilizando o storytelling.

O vídeo precisa passar uma mensagem audiovisual clara

Com isso, queremos dizer que a trilha sonora, locução e o storyboard do vídeo institucional precisam conversar entre si.

A locução não pode ter um tom mais sério e formal, se as cores do storyboard e a trilha sonora do vídeo sugerirem outra coisa, por exemplo.

Isso irá gerar uma mensagem conflitante e que dificilmente irá cumprir o seu objetivo. Por isso, todos estes aspectos precisam ser pensados e construídos em conjunto.

Powered by Rock Convert

Como falar bem em um vídeo institucional

Em geral, quando somos filmados, já podemos falar que temos experiência de falar em público. Mas existem muitas diferenças entre falar ao vivo e falar no vídeo.

Por isso, aí vão algumas dicas de aspectos e cuidados que você deve ter em mente, para falar bem em vídeos institucionais da sua empresa.

Voz

A voz é um instrumento vital para apresentações, porque absorve uma grande quantidade de atenção na comunicação verbal. Por isso a voz deve ser natural, preparada e empostada da maneira correta.

E o tom correto varia com a situação: você pode introduzir no conteúdo sentimentos como surpresa, suspense, ironia, entre outros.

Assim como a velocidade do falar, que também pode tornar mais interessante a transmissão.

É importante também cuidar a ressonância e a qualidade da voz (se rouca, áspera, suave, etc.) do orador, porque elas podem criar um conteúdo mais afetivo.

Linguagem

Uma vez conhecido o público-alvo, é importante adaptar sua linguagem. Por que erros de adequação podem prejudicar a imagem da instituição.

Portanto, escolha um vocabulário que consiga comunicar e evite erros de português e de concordância. Assim você passará autoridade, ao mesmo tempo que a mensagem é compreendida pelo público.

Não se esqueça de cuidar vícios de linguagem. Porque eles podem desviar a atenção do usuário do conteúdo institucional.

Leandro Lao, Head de Conteúdo e Perfomance da Smartalk, dá algumas dicas para você conseguir se expressar em público e também em frente as câmeras:

Comunicação clara e centrada

Mesmo que haja um cuidado grande na preparação do conteúdo, ainda há maneiras de torná-lo mais claro.

Uma dica importante é sempre anunciar o conteúdo que se vai falar, comunicar de fato e depois sintetizar (para que seja possível guardar mais facilmente a mensagem principal).

Anunciar antecipadamente o conteúdo ajuda o usuário a acompanhar seu raciocínio com mais facilidade. Se puder, use dados em seu vídeo: pesquisas, estatísticas, etc.

Mas não adianta saber apenas planejar o conteúdo: você precisa estar confortável em estar comunicando.

E é isso que o fará seguro e confiante, e é o que resultará na naturalidade,  um valor muito positivo para quem o assiste.

Você pode melhorar seu conforto lendo mais, fazendo cursos, falando mais em público, treinar contando para as pessoas o que lê. Isso irá ajudá-lo a se comunicar com maior segurança.

Veja também: Comunicação assertiva – O que é e como ela funciona

Postura correta

Tenha cuidado para não ficar muito parado no vídeo (mãos nos bolsos, braços cruzados), mas cuide o excesso de gesticulação (como esfregar as mãos).

Afinal, gestos podem desviar a atenção da empresa ou mostrar um apresentador inseguro.

Avaliando especialistas em apresentações de impacto, você também poderá notar como é o cuidado deles com a posição da coluna, para evitar que a câmera pode ressaltar uma postura ruim.

Diante da câmera

Uma vez tudo planejado, agora é hora de ir para a frente da câmera.

Comece com uma imagem adequada: use roupas que o valorizem (refletindo sua personalidade), mantenha a postura ereta (para passar interesse pela empresa) e preste atenção à sua linguagem corporal.

Por fim, não tenha medo da câmera: olhe-a como se fosse um amigo e tenha consciência de que você se acostumará a ela.

Vídeo institucional em motion? É possível aplicar?

Desenvoltura em frente às câmeras e diante dos microfones não são habilidades comuns para a maioria das pessoas. E nas empresas isso não é diferente.

Por isso, ao pensar na produção de um vídeo institucional, muitas empresas adotam como estratégia a elaboração de um vídeo em motion. Que, em resumo, são vídeos com movimentos animados.

Este formato de vídeo institucional moderno e que é especialmente valioso para empresas cujo o produto é um dos principais protagonistas ou quando muitas informações precisam ser passadas.

Um bom exemplo do uso da técnica de motion para vídeos institucionais é o criado pelo Dropbox, para apresentar o seu produto e a sua proposta de valor ao público.

Aqui na Smartalk, também utilizamos os vídeos em motion para apresentarmos a nossa visão e a nossa proposta de valor ao público. O resultado, você confere no vídeo a seguir:

5 passos para um bom vídeo institucional

1. Escolha uma boa equipe

De nada adianta ter ideias criativas se não há uma produtora profissional responsável pelo projeto.

Até dá para fazer um vídeo caseiro, mas certamente essa não é a imagem de improviso que a sua empresa quer passar ao mercado.

Se você tem uma equipe especializada, terá a tranquilidade de um atendimento para o briefing, um roteirista e uma produção para cuidar de detalhes técnicos da filmagem.

2. Comece por um bom briefing

Pense na seguinte analogia:

Os primeiros passos numa cozinha costumam ser mais confortáveis para um aspirante a Chef quando há uma receita clara com a instrução do que precisa fazer com os alimentos.

Assim funciona um bom briefing: é o início para a criação do roteiro e nele é preciso que exista clareza nas expectativas, organização das ideias, definição de um orçamento realista e do posicionamento da empresa.

Por isso, na hora de pensar em produzir um bom vídeo institucional, a sua empresa precisa especificar o que é possível fazer e conhecer o seu público-alvo.

3. Tenha o roteiro em mãos

Um bom briefing dá subsídios para o roteirista transformar as necessidades da empresa, priorizando o conteúdo.

É o roteiro que vai estruturar a história da corporação e mesclar as imagens, as locuções e as animações para contar a história da empresa de forma a prender a atenção do público.

Não dá para ficar de fora do roteiro: infraestrutura, colaboradores, diferenciais da empresa no mercado e valores.

Na parte técnica, é também o roteiro que dá norte ao trabalho da produção, das câmeras, dos diretores e dos editores.

Para se inspirar: Veja o vídeo institucional da Patrus Transportes

4. Invista em equipamentos adequados

Esqueça aquelas imagens de novela em que a mocinha anda a cavalo com o sol batendo no rosto e belas paisagens ao fundo sob a luz natural do dia.

Aquela luz não é fruto apenas da natureza!

Existem equipamentos com tecnologia pesada nos bastidores garantindo que não haja sombras ou pontos escuros na tela.

Além de equipamentos como câmeras com lentes variadas, microfones (de mão, lapela ou externos) e computador com ótimo processador para edição.

5. Fique de olho nos detalhes

Funcionários com roupas chamativas, músicas da moda tocando como trilha sonora (que deixam o vídeo datado), imagens escuras ou em baixa definição: esses são apenas alguns detalhes que podem acabar com o prestígio do seu vídeo.

O local também deve ser pensado para chamar a atenção do espectador na medida certa.

Conclusão

Não existe uma fórmula mágica de tipo de vídeo institucional a ser criado. O importante é sempre ter estes 3 aspectos em mente:

  • O vídeo institucional precisa contar uma história clara e concisa;
  • Ele precisa ter um objetivo bem definido, antes mesmo de começar a ser criado, e;
  • Ele deve se encaixar no contexto da empresa, transmitindo os mesmo valores que a marca preserva.

Este formato de conteúdo é muito útil para agregar valor à uma empresa, envolvendo clientes, funcionários e investidores.

Através de um vídeo institucional, a sua empresa consegue transmitir informações ricas ao público, em diversas ocasiões e por muito tempo.

Por isso, este formato de conteúdo é um dos melhores investimentos para a comunicação estratégica de sua empresa.

Como fazer o lançamento de um produtoPowered by Rock Convert

Vai sair de mãos vazias?

Conheça o poder dos vídeos e como usá-los corretamente no processo de vendas

Venda mais usando os vídeos durante o processo.  Baixe o nosso ebook gratuito e comece agora mesmo
BAIXAR EBOOK AGORA
close-link